PUBLICIDADE


Na manhã desta quinta-feira (3), o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) deflagrou uma operação que vai apurar um esquema de licitações fraudulentas no setor público que ocasionaram desvios na ordem de R$ 10 milhões. O gabinete do deputado estadual Iso Moreira (DEM), na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), é um dos alvos dos mandados expedidos pelo juiz Pedro Henrique Guarda Dias, de Alvorada do Norte.

Ao todo, são cumpridos nove mandados de busca e apreensão em Goiânia, Bela Vista de Goiás, Alvorada do Norte e Simolândia, além de Brasília. Além do gabinete do parlamentar, residências da família e de assessores são alvos das investigações expedidos pela Justiça.

De acordo com informações preliminares, o esquema envolveria alterações em contrato de um posto de combustíveis da família de Iso Moreira para fornecimento à prefeitura de Alvorada do Norte, entre 2003 e 2016.

Poste um comentário