PUBLICIDADE


A partir de sábado (23) a Rede Metropolitana de Transportes Coletivos (RMTC) terá um novo modelo de bilhetagem eletrônica com nova tecnologia que permitirá, nesse primeiro momento, a biometria facial e a recarga do Sitpass a bordo. A biometria facial será iniciada com os idosos e no decorrer do semestre a tecnologia será usada na totalidade.

No decorrer do primeiro semestre, a expectativa é de o novo sistema ter novas formas de pagamento da passagem via cartão de crédito, de débito, QR Code e também conta corrente virtual. Este meio exigirá cadastro prévio do usuário, o qual cadastrará uma conta no sistema e, ao utilizar o transporte público, precisa usar um dispositivo, a exemplo de celular, apenas para se identificar no validador.

Validação

A Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) acompanhou todo o processo de estudo e análise de melhor tecnologia a ser implantada na RMTC e validou as ações por entender que quanto melhor a forma de acesso ao sistema, mais usuários vão aderir a esse modal.


“Como órgão gestor nós aprovamos a proposta porque o mundo hoje vive de tecnologia por estar em busca de facilidades. No transporte público não é diferente e melhorar as formas de acesso ao ônibus é um grande passo para o que queremos para o serviço em Goiânia e região”, afirma Murilo Ulhôa, presidente da CMTC.

O presidente Murilo Ulhôa esteve na central do SitPass para testar o sistema e aprovou a agilidade na migração de dados e solicitou que o usuário seja orientado no dia do início da tecnologia.

Vantagens do novo sistema


  • Recarga a bordo – Os créditos adquiridos pela internet poderão ser recarregados no cartão, e também, através dos novos validadores instalados no interior dos ônibus ou nas catracas de solo dos terminais de integração e estações do Eixo Anhanguera.
  • Biometria Facial – No momento da validação será tirada uma foto do cliente. Posteriormente, esta foto será comparada com a foto que está cadastrada no sistema. Caso a foto de quem estava usando o cartão não seja a foto do cliente titular do cartão, o cartão será bloqueado.
  • Possibilidade de bloqueio online de cartões roubados ou extraviados – Atualmente o bloqueio dos cartões acontece em até 03 dias úteis. Com o novo sistema de bilhetagem eletrônica o bloqueio acontecerá imediatamente.

Como o usuário deve proceder para migrar os cartões:

1) Para migrar o cartão o cliente deverá seguir os seguintes passos quando do primeiro uso do cartão no validador amarelo:

2) Retirar o cartão da bolsa ou carteira;

3) Aproximar o cartão do novo equipamento (validador amarelo);

4) Aguardar pela mensagem “Processo Finalizado” (até10 segundos);

5) Aproximar novamente o cartão no novo equipamento (validador amarelo) para liberação da catraca.

Atenção: Caso não consiga utilizar o cartão Sitpass o usuário deve procurar a bilheteria de um terminal de integração (se for o cartão Fácil), ou a Loja Sitpass (Cartão Fácil e demais produtos) para solução do problema.

Locais para o usuário realizar a migração dos cartões:

A migração dos cartões poderá ocorrer: nos novos validadores instalados dentro dos ônibus ou nas catracas de solo dos terminais de integração e estações do Eixo Anhanguera; nas bilheterias dos terminais; nas ATM’s (terminais de auto atendimento) ou nos pontos de venda de recarga Sitpass (PVR’S). E se houver algum problema com o cartão na migração para o novo sistema não será cobrada nenhuma taxa do usuário para a substituição.

--
Fonte: CMTC

Poste um comentário