PUBLICIDADE


A Justiça decretou a internação provisória por 45 dias do adolescente de 17 anos suspeito de matar o enteado, de 2 anos. O corpo da criança foi encontrado com sinais de asfixia e violência sexual dentro da casa da família, no Parque Eldorado Oeste, em Goiânia. A mãe da vítima também está presa.

O delegado Quéops Barreto informou que a decisão foi tomada na segunda-feira (4), um dia depois de a criança ser encontrada morta. De acordo com o investigador, durante o período da internação provisória, a Justiça irá decidir se o adolescente irá cumprir medida socioeducativa pelo ato infracional análogo ao crime de homicídio, cujo período máximo de internação é de 3 anos.


Barreto afirmou que o menor segue apreendido na Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) de Goiânia até que surja uma vaga em um centro de internação para que seja realizada a transferência.

Segundo a Polícia Civil, no momento da apreensão, o adolescente negou o crime aos policiais. Ele disse à namorada que o menino se perdeu após ser levado ao shopping e foi encontrado por uma mulher dizendo que ele havia caído e batido a cabeça. Já no depoimento formal, ele ficou em silêncio.
--
Fonte: G1 Goiás