Variação nos preços de ovos de páscoa pode chegar a 79%


A variação entre o maior e o menor preço dos ovos de páscoa entre pode chegar a 79% e a redução no peso de alguns ovos disfarça o aumento real desses produtos. É o que aponta pesquisa realizada pelo Procon Goiás que, com o objetivo de auxiliar os consumidores que vão às compras nesta Páscoa, visitou, entre os dias 15 e 21 março, um total de 12 estabelecimentos da capital. Durante a pesquisa foram coletados preços de cinquenta e sete itens entre ovos de chocolates, de diferentes marcas e tamanhos, e caixas de bombons.

Aumento médio maquiado

Considerando a média geral de preços, os ovos de chocolate registraram aumento médio de 4,21%. No entanto, ao considerar os preços médios individuais de alguns produtos, percebe-se que o aumento médio está maquiado, dando a falsa impressão de que o aumento foi menor e, em alguns casos, dando a falsa impressão de que houve redução no preço.

Consumidor precisa estar atento

É o caso, por exemplo, do ovo de Páscoa Serenata de Amor, da Garoto. No ano passado, o preço médio era de R$ 28,36 e atualmente custa R$ 33,43. Desta forma, o aumento médio “aparente” é de 17,89%. No entanto, no ano passado esse produto pesava 220 gramas e atualmente pesa 190 gramas, redução de 30 gramas. Desta forma, considerando o preço médio por grama, o aumento “real” desse produto foi de 36,46%, duas vezes maior que o aumento médio aparente.

Outro exemplo é o ovo de Páscoa Talento Avelã, também da Garoto. Considerando o preço médio do ano passado que era de R$ 46,25, e os de agora, no valor de R$ 43,75, “aparentemente” houve uma redução de -5,40%. No entanto, também neste caso, houve redução no peso de 375 para 350 gramas. Dessa forma, considerando o preço por grama de ambos produtos, em vez de redução, houve um aumento de 1,37%.

Confira abaixo algumas variações registradas entre menor e maior preço chega:


79,69% – Tripla camada Laka/Ouro Bco – Lacta – 315 gramas – Preços variando entre R$ 38,90 a R$ 69,90;
72,68% – Ovo de Páscoa Laka – Lacta – 183 gramas – Menor preço a R$ 20,79 e maior a R$ 35,90;
63,26% – Ovo de Páscoa Lacta ao Leite – Lacta – 183 gramas – Oscilando entre R$ 21,99 a R$ 35,90;
54,02% – Ovos de Páscoa Doce de Leite – Garoto – 350 gramas – Menor a R$ 34,99 e maior a R$ 53,89;
54,14% – Ovo de Páscoa Alpino Dark – Nestlè – 185 gramas – Variando entre R$ 27,89 a R$ 42,99;
34,76% – Ovo de Páscoa Ferrero Rocher – 241 gramas – Menor preço a R$ 59,29 e maior a R$ 79,90;
56,15% – Caixa de bombom – Ferrero Rocher – 150 gramas – Oscilando entre R$ 22,99 a R$ 35,90.

Dicas e orientações para o consumidor

A primeira preocupação na hora da compra dos ovos de chocolate deve ser com o orçamento doméstico. Desta forma, é necessário, segundo o Procon Goiás, que o consumidor defina previamente o valor a ser gasto, considerando as despesas mensais, e que faça uma pesquisa de preços, em pelo menos três estabelecimentos. Desta forma, como as variações entre os estabelecimentos são grandes, essa prática pode resultar em uma economia considerável na hora da compra.

Da mesma forma como ocorre com outros alimentos, a embalagem dos ovos de chocolate deve estar em boas condições de armazenamento. Dessa forma, é importante que o consumidor verifique se há sinais de violação do conteúdo, evitando ainda produtos amassados ou com furos na embalagem.

Quando houver brinquedos no interior dos ovos, é fundamental que o consumidor verifique se a embalagem contém o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e se há orientações com relação à faixa de idade indicada para a criança. Os rótulos também devem trazer além da identificação do fabricante, a data de validade, peso e a composição do produto. Algumas pessoas possuem restrições a alguns ingredientes do produto como açúcar, glúten, leite e etc.

É de suma importância, de acordo com o Procon Goiás, que o consumidor avalie sempre o melhor custo/benefício, lembrando que o mesmo ovo de chocolate, da mesma marca e tamanho, pode custar mais caro apenas pelo fato de haver personagem infantil na embalagem ou brinquedos em seu interior.

Ao adquirir ovos de chocolate em bancas de promoção, estes podem, muitas vezes, estar quebrados e, por esta razão, podem apresentar preços mais baixos, fato este que não dá ao consumidor o direito de reclamar posteriormente por este fato específico. Porém, estas informações devem ser repassadas previamente à compra de forma clara, precisa e ostensiva junto aos produtos, de forma a não induzir o consumidor a erro.

Previsão da CNC é de que as vendas sejam as melhores dos últimos cinco anos
Se as previsões da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) se confirmarem, as vendas do varejo nesta Páscoa serão as melhores dos últimos cinco anos. A previsão de crescimento é de 3,5% em relação à Páscoa de 2017, já descontada a inflação do período.

Clique aqui para acessar o relatório da pesquisa

Clique aqui para acessar a planilha de preços

Fonte: Goiás Agora