PUBLICIDADE

Atualizada em 09/09/2021 - 17:53

Foto: Divulgação/Internet

Após mais de 24 horas, a interdição da GO-020, em Bela Vista de Goiás, foi desfeita pelo grupo de caminhoneiros que bloqueavam a via. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a rodovia foi totalmente liberada no final da tarde desta quinta-feira (9).

A manifestação aconteceu na altura do KM 40, no sentido Bela Vista de Goiás / Goiânia. Um trecho da pista também ficou interditado no sentido contrário. Segundo informações de moradores, somente carros de passeio, veículos com cargas perecíveis e essenciais à vida estavam sendo liberados.

Entenda a manifestação

Desde a manhã da última quarta-feira (8), grupos bolsonaristas interditavam rodovias em todo o país com pautas antidemocráticas e à favor do governo. Em Goiás, caminhoneiros bloquearam diversos trechos de vias estaduais e federais.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a BR-153 foi liberada na manhã. Ao longo desta quinta-feira (9), outras rodovias nas regiões de Itumbiara, Porangatu e Uruaçu também foram liberadas pelos manifestantes. Bela Vista foi a última cidade a ser liberada.

Em nota, o Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Goiás (Sinditac-GO) disse que a paralisação é um movimento de "patrões". "O Sinditac compreende que se trata de movimentos independentes, sem ligação diretas com os anseios profissionais, por não ter nenhuma reivindicação específica relacionada à atividade profissional do caminhoneiro autônomo", informa.

No final da tarde desta quinta, o presidente Jair Bolsonaro emitiu uma Carta à Nação se desculpando com o Supremo Tribunal Federal (STF) e pedindo aos caminhoneiros para desobstruirem as rodovias. "Por isso quero declarar que minhas palavras, por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum", diz um trecho da carta. A íntegra foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

Poste um comentário