PUBLICIDADE


A Polícia Civil (PCGO), por meio da Delegacia Estadual de Combate à Corrupção (Deccor), deflagrou na manhã desta quarta-feira (2), uma operação que investiga indícios do crime de estelionato mediante fraude praticado contra a Administração Pública em Piracanjuba.

A Operação Falso Exame cumpre quatro mandados de busca e apreensão em Goiânia e em Piracanjuba. De acordo com a PCGO, a Prefeitura de Piracanjuba recebeu valores destinados por meio de emenda parlamentar e que seriam utilizados para custear exames médicos à população.

Uma associação filantrópica, que presta serviços médicos à prefeitura, estaria recebendo pagamentos indevidos por exames não realizados. Entre os investigados está a ex-candidata a prefeita da cidade, Ellen de Lima (PSB), que administra a associação.

Em entrevista ao Jornal O Popular, o advogado de Ellen disse que enxerga perseguição política na investigação. "Essa queixa é vazia, falsa e surgiu na campanha para atingir a imagem de Ellen", disse o advogado.

O prefeito de Piracanjuba, João Barbosa (MDB), afirmou que ficou surpreso. "Se tiver alguma irregularidade, será uma novidade para a prefeitura, porque recebemos nota fiscal dos exames", garantiu. O prefeito afirmou que está à disposição da PCGO. "A prefeitura está tranquila. Se tiver ilegalidade, responsabilidade da instituição", disse. 

--
Fonte: Com informações do Jornal Opção e Jornal O Popular

Poste um comentário