PUBLICIDADE





O município de Caldas Novas se prepara para inaugurar a maior usina fotovoltaica localizada dentro de uma cidade. 

O parque solar, que tem capacidade de iluminar mais de quatro mil casas (o que equivale a uma cidade de 10 mil habitantes), foi idealizado e instalado pelo Grupo Di Roma. Magda Mofatto, proprietária e presidente do grupo, diz que a energia produzida pela usina será usada em todas as empresas do grupo. O grupo é o primeiro no ramo a produzir sua própria energia de maneira limpa e sustentável. 

Segundo Magda, tal medida propicia que todo o excedente elétrico, antes usado pelo grupo, fique disponível para a cidade. “É um passo muito importante que Caldas Novas está dando, e também uma oportunidade para que novas industrias possam se instalar na cidade, gerando emprego e renda”, explica. 

A usina fotovoltaica possui uma potência de 5,6 milhões de Wp que irão produzir energia para as empresas. O complexo de placas solares, com mais de 16 mil módulos fotovoltaicos já foi instalado no espaço físico de 75 mil m² e está apenas aguardando a inauguração do espaço, que será no dia 29 de agosto. 

Segundo o grupo, a instalação da usina trará para além de benefícios sociais e econômicos, a preservação do meio ambiente, com a manutenção de 48 mil árvores por ano e produção de energia limpa. 

O que é uma usina solar fotovoltaica? 


A usina solar (ou parque solar) é um sistema fotovoltaico de grande porte projetado para a produção e venda de energia elétrica. As usinas de energia solar se diferenciam dos sistemas fotovoltaicos residenciais e industriais, pois fornecem energia em alta tensão para distribuição e não para autoconsumo. 

A energia produzida vem dos painéis fotovoltaicos que convertem a energia do sol em energia elétrica para ser vendida para a rede. São construídas, na maioria das vezes, sobre o solo.

Poste um comentário