PUBLICIDADE


Na última terça-feira (4), um homem de 23 anos foi preso suspeito de estuprar uma idosa de 65 anos na residência dela, em Caldas Novas. O crime aconteceu no dia 30 de janeiro, na casa da vítima, no Setor Serrinha. A Polícia Civil (PC) apresentou o suspeito na terça-feira (11). 

O homem foi até a residência da mulher e pediu por um copo de água. Enquanto ela entrou para atender ao pedido, ele entrou na casa. “A idosa encontrava-se muito abalado quando foi prestar depoimento” afirmou o delegado Rodrigo Pereira, que está à frente do caso. A mulher, que tem esquizofrenia, ainda conseguiu descrever as características físicas do homem, segundo o delegado.

A vítima mora na casa do fundo de um lote. Na frente, fica a casa de dois netos dela. Segundo Rodrigo, um deles estava dormindo e, por isso, não viu o crime. Um casal vizinho viu o suspeito conversando com a idosa, na porta da casa. Eles estranharam a atitude e acionaram a polícia. O delegado explica que eles afirmaram que já tinham visto o homem rondando a região.  De acordo com o casal, ele sempre aparecia com o mesmo pretexto: perguntava se a família da idosa ainda vendia marmitas.

“Ele se diz arrependido, fala que ‘deu uma coisa’ na cabeça dele, e cometeu o crime, mas não transparece arrependimento” diz Rodrigo. O homem foi encontrado próximo à casa da vítima, cinco dias depois do crime. O mesmo casal viu o suspeito e, novamente, entrou em contato com a corporação.

De acordo com o delegado, o suspeito também morava em Caldas Novas. Ele já tem um mandado de prisão pelo crime de violência doméstica. O homem confessou o estupro da idosa e segue preso pelos dois crimes.
--
Fonte: Mais Goiás
Foto: Reprodução