PUBLICIDADE

* Atualizada às 17h23, de 18/02/2020


A Polícia Civil de Goiás esclarece que as equipes da Delegacia de Polícia de Bela Vista de Goiás, coordenadas pelo delegado Antônio André Santos Junior - que preside o inquérito policial - e pela delegada regional Cybelle Tristão, estão em deslocamento para o Estado do Tocantins.

Os policiais cumprirão o mandado de prisão cautelar em face do homem investigado pelo desaparecimento de uma gerente de supermercado, fato ocorrido em Bela Vista.

O suposto autor foi preso em flagrante por uso de documento falso na cidade Marianópolis (TO). Ele será interrogado pelos delegados goianos.

Allan Pereira dos Reis, de 22 anos, suspeito de envolvimento no desaparecimento da gerente de hipermercado Fernanda de Souza Silva, de 33 anos, foi preso na manhã desta terça-feira, 18. Eles foram namorados e a moça não foi localizada.



Histórico

A gerente de área de um hipermercado, Fernanda Souza Silva, está desaparecida há quatro dias, depois de ter saído de casa, em Bela Vista de Goiás. A irmã dela disse que a família recebeu uma mensagem por aplicativo, mas desconfiam que não tenha sido a Fernanda que realmente mandou a mensagem.



A irmã mais velha de Fernanda, a faxineira Vilma de Souza Silva de Castro, de 37 anos, conta que todos estão desesperados em busca de informações sobre a gerente. “Ela trabalha em Goiânia e saiu na quarta [12] à noite e voltou para Bela Vista. Um conhecido nosso disse que a viu saindo de carro no mesmo dia, por volta de 22h30. Desde então, ninguém a viu mais”, disse.

Vilma contou ainda que a irmã nunca tinha ficado muito tempo fora de casa ou sem dar notícias à família. Na quinta-feira (13), eles receberam uma mensagem enviada do celular dela dizendo que, caso ela não atendesse às ligações, é porque o aparelho estava com problema.

“O chefe dela também recebeu uma mensagem dizendo que ela não ia trabalhar porque estava no hospital. Mas a gente acredita que não foi ela quem mandou”, disse a irmã.

A família não tem suspeitas do que possa ter acontecido à gerente de hipermercado. Eles registraram o caso na delegacia da cidade, que investiga o caso.


--
Fonte: G1 Goiás, Oloares Ferreira e PM-TO
Foto: Vilma Souza/Arquivo Pessoal / Polícia Civil