PUBLICIDADE


A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (14) Jales Pires Borges Filho, suspeito de matar a transsexual Rony, de 48 anos, na madrugada de 6 de outubro deste ano, no Jardim América, em Goiânia.

De acordo com a apuração da Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH), coordenada pelo delegado Francisco Costa, os dois se conheciam e passaram a noite de sábado (5) consumindo bebidas alcoólicas. Eles acabaram se desentendendo e brigando. Jales teria então agredido a vítima com socos. Quando Rony caiu no chão, foi esganado até a morte. Em depoimento, conforme a polícia, o homem confessou o crime.


Caso

Rony foi encontrada morta na tarde do domingo (6), no Jardim América, em Goiânia. A vítima estava com marcas de agressões pelo corpo, causados por uma briga com o acusado. Testemunhas relataram a corporação que a vítima estava em casa com dois amigos na noite anterior. Os móveis da casa foram encontrados revirados. O corpo de Rony estava nu e coberto por um lençol. Ele foi encontrado por familiares.
--
Foto: Polícia Civil