PUBLICIDADE


Quatro suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em estelionato foram presos pela Polícia Civil (PC), na última quarta-feira (25). Uma parte do homens foram detidos em um apartamento no condomínio Cheverny, em Goiânia, e outra em um condomínio de luxo em Caldas Novas. 

Os detidos anunciavam a venda de veículos de alto valor em redes sociais e, quando o comprador fechava o negócio, eles pediam um sinal de entrada. Quando identificavam o depósito bancário, cortavam o contato com a vítima.  A operação foi batizada de “Era uma vez em Cheverny”, em alusão ao nome do mencionado residencial.

Os policiais apreenderam dois veículos com a quadrilha: uma BMW preta e um Honda Civic prata. A investigação estima prejuízo de R$ 250 mil às vítimas; valor usado para manter o alto padrão de vida dos investigados. A operação teve apoio das Delegacias de Jaraguá e Caldas Novas.



Os anúncios dos carros eram feitos em grupos de WhatsApp e Facebook, onde os suspeitos se passavam por revendedores de “garagens de veículos”. Eles diziam fazer parte de empresas legais, com muitos anos de mercado e apresentavam nomes empresariais diversos. Para evitar serem identificados, usavam nomes fictícios, como Décio, Jhonatan, Wallas, Bruno, Atila, Carlos e Letícia, já identificados pela Polícia.

A polícia apreendeu no apartamento documentos falsos, aparelhos celulares e eletrônicos, comprovantes bancários e uma arma de fogo. Ao todo foram cumpridos quatro mandados de prisão e outros quatro, de busca e apreensão, nas cidades de Goiânia e Caldas Novas. Todos os envolvidos foram conduzidos para a Delegacia de Goianésia, onde serão ouvidos e aguardarão audiência de custódia com a Justiça de Goiás.
--
Fonte: Mais Goiás
Foto: Polícia Civil