Incêndio de grandes proporções mata uma pessoa e deixa cinco feridos em Aparecida de Goiânia


Um incêndio de grandes proporções atingiu uma fábrica de materiais recicláveis no Setor Chácara São Pedro, em Aparecida de Goiânia, na noite desta quinta-feira (30). De acordo com os bombeiros, um corpo carbonizado foi encontrado na área da empresa e cinco pessoas sofreram queimaduras após uma explosão.

O incêndio teria começado em uma distribuidora de gás entre na Alameda E e a Avenida W-6, por volta das 19 horas, o que teria causado uma explosão. Testemunhas afirmaram que os barulhos poderia ser ouvidos a cinco quilômetros de distância. As chamas e a fumaça puderam ser vistas de vários pontos da região.

De acordo com o tenente-coronel Fernando Caramaschi, três vítimas foram socorridas por ambulâncias do bombeiro e outras duas por terceiros. Duas vítimas foram levadas, segundo os bombeiros, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Parque Flamboyant, em Aparecida de Goiânia. A direção da unidade informou que elas foram transferidas para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia.

As vítimas ainda não tiveram suas identidades divulgadas e as unidades ainda não informaram sobre o estado de saúde delas.

A corporação informou que 49 militares e 19 viaturas foram deslocados para combater as chamas. A equipe informa também que, em 30 minutos o fogo foi confinado, ou seja, não poderia mais se espalhar. As equipes ainda estão no local realizando o rescaldo das chamas.

Em nota a empresa EcoVR lamentou o acidente e informou que está prestando o suporte necessário aos funcionários e familiares das vítimas. Disse ainda que está mobilizada na apuração das causas do incêndio.

Nota 

A EcoVR lamenta profundamente o acidente ocorrido em suas dependências, nesta noite, e informa que está prestando todo o suporte necessário aos colaboradores que estavam no local, no momento do incêndio, bem como aos familiares dos funcionários. A empresa esclarece, ainda, que sempre pautou seu cotidiano operacional por rigorosas normas de segurança individual e coletiva. A EcoVR está mobilizada na apuração das causas que provocaram o ocorrido

--
Fonte: G1 Goiás
Foto: Corpo de Bombeiros