PUBLICIDADE


Sem diálogo iminente entre os partidos, o município de Cristianópolis pode ter um número nunca antes visto na história da cidade, de concorrentes a uma cadeira na prefeitura. Até o momento, pelo menos cinco pré-candidatos colocaram seus nomes à disposição.

Pelo partido do governador Ronaldo Caiado (DEM) quem trabalha para fortalecer seu nome é Juliana Costa, farmacêutica e bastante conhecida pelos munícipes. Ela conta com o apoio de grande parte das lideranças políticas da cidade. Nos bastidores, inclusive, há comentários de que ela possa ser a candidata "preferida" do atual prefeito Jairinho que ainda não se posicionou sobre as eleições.

O atual vice-prefeito Edmar Borges (Podemos) caminha no lado oposto. Ele é considerado por seus apoiadores como um nome de peso, porque já foi vereador por diversas vezes e assumiu interinamente, no final do ano passado, a gestão do município no período em que o prefeito Jairinho foi afastado do cargo. Edmar é um dos candidatos que mais costura apoio entre os opositores.

O ex-prefeito Iris Aurélio, que agora é do Republicanos, tem mostrado nas redes sociais o seu trabalho quando esteve à frente do órgão executivo entre os anos de 2005 e 2012. Justamente por isso sua pré-candidatura tem alcançado várias pessoas. Aurélio tem a seu favor a experiência como prefeito e anos de serviços prestados ao governo do Estado.

Os novatos na política são Rodrigo Achcar (PSD) e Bruno Ribeiro (PRTB). Partem deles, a esperança de uma possível coalizão entre os demais pré-candidatos, mas também ambos podem surpreender na corrida eleitoral, caso optem por continuarem na disputa. Rodrigo tem ganhado apoio em massa dos jovens que veem nele a representatividade que há anos não viam. Fisioterapeuta, ele tem apenas 27 anos e nenhuma carreira política. Bruno, por sua vez, tem 33 anos de idade e já foi presidente da Câmara de Vereadores.

Fato é que numa cidade onde a política é bem acirrada, tudo está praticamente indefinido.

Poste um comentário