PUBLICIDADE



Uma clínica para dependentes químicos que funcionava de forma clandestina foi fechada em Pires do Rio. A Polícia Civil de Goiás e a Vigilância Sanitária da cidade chegaram até o local por meio de denúncia anônima.

A clínica não tinha alvará de funcionamento, nem alvará sanitário; documentos que são essenciais. Por conta disso, o local foi interditado.

No ato de interdição da clínica, 16 pacientes estavam internados. Haviam pessoas de Goiás e de outros Estados, que tiveram que voltar para suas casas. Para a clínica Centro Terapêutico Resgatando Vidas voltar a abrir, os donos deverão providenciar os documentos nos próximos dias.


--
Crédito das fotos: Polícia Civil de Goiás

Poste um comentário