PUBLICIDADE


Nesta segunda-feira, 1º de junho, o município de Senador Canedo completa 31 anos  de emancipação. São mais de três décadas de grandes transformações, que colocam a cidade como um dos destaques no Estado, pelas suas potencialidades. A cidade abriga mais de 120 mil moradores e diferentes segmentos, da indústria ao comércio, que acreditam cada vez em seu desenvolvimento.

Senador Canedo já foi rota das grandes boiadas que saíam do Norte em direção à região Sudeste. O distrito possuía duas regiões, Bonsucesso (Batata) e Bonito, que era divisa com Bela Vista. A implantação da estrada de ferro foi na década de 30, por ser muito plano, recebeu o nome de Esplanada. 

O desenvolvimento trouxe os primeiros loteamentos e também novos moradores. Em 1953 foi elevado à condição de Distrito de Goiânia. Na década de 80, Senador Canedo experimentou um crescimento populacional com a chegada do Projeto Goiás Hortigranjeira, impulsionando o surgimento de novas escolas, como o Colégio Estadual Pedro Xavier Teixeira, e os rumores de uma emancipação.

Emancipação

A assinatura da lei de emancipação política do município foi no dia 9 de janeiro de 1988, pelo então governador Henrique Santillo. Em abril de 1989 é realizada a primeira eleição e no dia 1º de junho, tomou posse os primeiros nove vereadores de Senador Canedo, prefeito e vice-prefeito, concluindo o processo de independência política da cidade. 

Atualmente são mais de 130 bairros, 9 Distritos Industriais, de diferentes atuações, que geram emprego e renda, tornando a cidade uma das mais promissoras, com comércio crescente e um novo cenário urbano. Políticas públicas e ações de infraestrutura tem feito o município ter um desenvolvimento sustentável, destacando-se por aumento de índices de qualidade de vida, acessibilidade a serviços essenciais como saúde, educação e saneamento básico, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Fonte: Secom Senador Canedo 
Foto: Reprodução 

Poste um comentário