PUBLICIDADE



Semana começa com novidades no enfrentamento a Covid-19 em Goiás. Durante reunião com todos os prefeitos do Estado, na manhã desta segunda-feira, 29 de junho, o governador Ronaldo Caiado pediu para que seja adotado um "lockdown" de 14 dias em Goias.

Segundo ele, estudo da UFG prevê colapso na saúde em julho, caso a medida não seja adotada na íntegra por todos os municípios. "Se tivesse autonomia do Supremo, decretaria fechamento do comércio no esquema 14 por 14, em Goiás", disse o governador.

A mensagem do governador fala da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, no dia 15 de abril, decidiu que os municípios têm poder para determinar regras de isolamento, quarentena e restrição de transporte e trânsito em rodovias em razão da pandemia. Por esse motivo, ele fez apenas uma recomendação aos gestores municipais.

"A responsabilidade é de todos nós. Cada prefeito e cada prefeita vai responder pelo caos nos seus municípios", disse o governador. A Universidade Federal de Goiás (UFG) propôs o esquema chamado de 14 por 14, onde, o comércio ficaria fechado 14 dias diretos e, posteriormente, 14 dias em funcionamento, até setembro. A UFG estima que esta estratégia salvaria, em média, 9 mil vidas.

A medida agora deve ser avaliada, individualmente, por cada prefeito.

Aguarde novas informações...

Poste um comentário