Noivos morrem em acidente aéreo próximo de Caldas Novas


O Corpo de Bombeiros suspeita que uma falha de equipamento pode ter causado a queda do parapente que matou Vitória Carolina Gonçalves, de 21 anos, e Marley de Sousa Rego, de 35, em Caldas Novas. Os corpos do casal foram enterrados um do lado do outro, na manhã desta quinta-feira (15), no cemitério da cidade. Os dois iriam se casar na quarta-feira (14), no dia em que seus corpos foram localizados, em uma mata às margens da GO-309. A queda ocorreu na noite anterior.

Segundo o tenente João Cunha, que foi até o local onde ocorreu o acidente, um dos equipamentos, que é preso à asa, pode ter se desprendido. Apesar disso, somente a apuração feita pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) vai definir quais foram as reais causas do acidente e se o equipamento estava com defeito ou se foi mal colocado pelo piloto..

A Polícia Civil também vai apurar o caso. O delegado Gustavo Carlos Ferreira disse que vai inquirir testemunhas nos próximos dias. "Também já fizemos a perícia no local e estamos aguardando os laudos sobre as causas da morte. O intuito definir de quem foi a responsabilidade pela queda", pontua.



Fonte: G1 Goiás
Foto: Corpo de Bombeiros