Interceptada entrada de entorpecentes no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia


Servidores da Casa de Prisão Provisória (CPP) localizada no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia interceptaram a entrada de maconha e crack na unidade, no último domingo, 17. Os materiais foram encontrados durante procedimento de revista pessoal realizado durante visitas de familiares aos reeducandos do local.

De acordo com o diretor regional, João Claudio Vieira, os entorpecentes foram encontrados quando uma mulher, que é irmã de um dos detentos da unidade, passou por revista através do body scanner, ocasião em que foi detectada a presença de drogas escondidas nas partes intimas da visitante.

Ao ser questionada pelos agentes plantonistas sobre a presença das drogas a mesma assumiu o delito, e foi conduzida ao banheiro onde retirou as drogas que já estão à disposição das forças policiais para as providencias cabíveis, afirma Vieira.

A direção da CPP, além de conduzir a visitante à delegacia onde foi lavrado o auto de prisão em flagrante, instaurou procedimentos administrativos internos para averiguação do caso.

--
Fonte: Comunicação Dgap