Unidade Prisional de Senador Canedo realiza teste rápido para detecção de doenças em reeducandos


Uma parceria entre a Unidade Prisional de Senador Canedo e a Secretaria Municipal de Saúde resultou na realização de 50 testes rápidos para sífilis, HIV e Hepatite B e C à população carcerária nesta terça-feira, 29, dentro do presídio.

De acordo com a diretora da UP, Aline Scaglia, foram detectados, na ocasião, dois casos de sífilis em reeducandos do regime fechado e, em ambas as situações, o tratamento já foi iniciado de imediato. Segundo ela, o presídio de Senador Canedo fornece três vezes por semana atendimento de saúde aos apenados por um médico e duas enfermeiras. “Trata-se de uma parceria com a Secretaria de Saúde do município”, afirma a gestora.

“A presença desses profissionais evita o deslocamento de reeducandos à unidades de saúde externas, diminuindo, desta forma, o risco de comprometimento da segurança, além de outros agravantes, para a equipe que realiza a escolta”, lembra Aline.

O procedimento de detecção de doenças a partir de teste rápido no presídio de Senador Canedo ocorre mensalmente e é voltado de maneira prioritária a atender a população carcerária recém chegada ao presídio. De acordo com a direção da unidade, os casos diagnosticados são, de imediato, tratados e acompanhados pela equipe de saúde. “Garantimos assim a assistência à saúde aos reeducandos, conforme determina a Lei de Execução Penal”, concluiu.

Saúde Mental

Além do atendimento médico generalista, a unidade conta ainda com atendimento especializado de uma profissional psiquiatra, que atende, quinzenalmente, os reeducandos que fazem uso de medicamento controlado e que apresentam algum problema relacionado à saúde mental.

“Várias queixas eram feitas por parte dos presos que necessitavam desse tipo de atendimento e tínhamos dificuldade para agendar com esses especialistas na cidade. A partir daí, fizemos gestões junto ao Centro de Especialidades Médicas de Senador Canedo e com a Secretaria de Saúde do município. Foi quando conseguimos atendimento à unidade prisional”, explicou Aline.

A direção da UP de Senador Canedo também faz, atualmente, gestão com a Prefeitura para que um profissional da Psicologia inicie os atendimentos no presídio.

--
Fonte: Governo de Goiás